X

Busque em mais de 20.000 artigos de nosso acervo.

Novidades pela net

Estado de São Paulo realiza mega campanha publicitária contra o crack


Através da mídia exterior o Estado pretende conscientizar a população sobre os perigos do crack.
Uma ação conjunta entre o
Sindicato das Empresas de Publicidade Exterior do Estado de São Paulo
(SEPEX-SP) e Central de Outdoor (entidades representativas do setor de mídia exterior), promoverá a maior campanha publicitária de ação social em mídia exterior no Estado de São Paulo, buscando a mobilização da população para a
questão do crack.

Recentemente um panorama sobre
a presença do crack e outras drogas nas cidades brasileiras foi elaborado pela
Confederação Nacional de Municípios (CNM). A pesquisa foi produzida com os
gestores municipais de 4.430 cidades. Cerca de 84,5% afirmaram que enfrentam
problemas com a circulação de drogas em seu território. Entre os pesquisados,
98% confirmaram a presença do crack em seus municípios.
Para combater essa crescente
ameaça, o SEPEX-SP e a Central de Outdoor decidiram desenvolver uma ação
publicitária em peças de mídia exterior, objetivando alertar e conscientizar
todas as camadas da população dos municípios do Estado de São Paulo mobilizando-as para evitar o avanço da droga em suas regiões.
Para atingir todos os 645
municípios do Estado, as duas entidades irão veicular, através de suas empresas
afiliadas, em cerca de 2 mil outdoors e painéis de estrada uma campanha
publicitária com o mote “Crack. Independência ou Morte”. A veiculação
acontecerá em forma de rodízio, em 4 períodos programados pelas diversas
regiões administrativas do Estado, devendo abranger o período de um ano até
completar a cobertura de todas as regiões. Cada etapa da campanha contará com a
colagem de 500 outdoors e painéis rodoviários. Dessa forma, a ação se configura
como a maior campanha de ação social já realizada no Estado de São Paulo. O
tema adotado pela campanha foi criado pela agência Agnelo Pacheco de forma
voluntária, visando apoiar a iniciativa.
Outro apoio importante à
campanha é o da Coordenadoria da Juventude, através de sua coordenadora Janaina
Lima. A Coordenadoria da Juventude integra a Secretaria de Esporte, Lazer e
Juventude do Estado de São Paulo para promover as mais diversas políticas
públicas, atendendo as especificidades deste público, tanto nas suas características
e potencialidades como nas suas necessidades. A Ordem dos Advogados do Brasil
também apoia a iniciativa do SEPEX-SP e Central de Outdoor.
O lançamento oficial acontece
no próximo dia 10 de abril, no Auditório Franco Montoro da Assembleia
Legislativa do Estado de São Paulo, localizado na Avenida Pedro Álvares Cabral,
201, Ibirapuera, São Paulo/SP, com a presença de Autoridades Políticas das
várias esferas administrativas, empresários do setor e publicitários.
A ação compreende, também, a
realização de um concurso cultural dirigido a estudantes universitários de 40
estabelecimentos de ensino superior, com 101 cursos de graduação existentes
nas 15 regiões administrativas do Estado de São Paulo. Os universitários
receberão o convite para criarem peças de outdoor focando alertas sobre o
consumo da droga, além de outros aspectos como a dificuldade de se deixar a
dependência, a exclusão social e o risco iminente de morte.
Segundo Luiz Rodovalho, presidente do Sindicato das Empresas de Publicidade Exterior do Estado de São
Paulo, “esta é, sem dúvida, a maior ação social realizada pela mídia exterior
no Estado. Com o alcance e a importância que essa mídia possui para mobilizar
todas as camadas da população, esperamos impactar de forma decisiva cada
habitante desses municípios. O crack é um problema de todos e se não o
enfrentarmos com coragem e determinação, ele se espalhará e se fixará em cada
rua das cidades de nosso Estado”.
Marcelo Moura, presidente da
Central de Outdoor, acredita que “somente a conscientização da população para a
gravidade desse problema social poderá fazer a diferença na luta contra esse
grave problema social,  que devasta nossos jovens e se espalha por muitas cidades do Brasil. Muitas campanhas têm sido feitas nesse sentido, mas agora
queremos ter uma ação igualmente poderosa como essa droga e sem tréguas,
com exposição contínua dessas mensagens nos outdoors e painéis. Acreditamos que
conseguiremos criar essa consciência em todas as esferas da sociedade
atingindo comunidades, entidades representativas, órgãos públicos e etc, para
evitar que esse mal se instale definitivamente nas cidades”.
Por Jorge Mussolin, Eme.

a boxlWqQFQ

Via RSS de Blog Mídia8!

Leia em Blog Mídia8!

Comente este artigo

Populares

Topo