X

Busque em mais de 20.000 artigos de nosso acervo.

Startup

8 maneiras de melhorar o seu negócio através do feedback de clientes

8 maneiras de melhorar o seu negócio com o feedback do cliente

Quer usar o feedback dos clientes para fazer a diferença na sua empresa, aqui estão algumas dicas

Quer usar o feedback dos clientes para fazer a diferença na sua empresa, aqui estão algumas dicas

Os vendedores sabem o que significa ABC – Always Be Closing (sempre fechando). Isso é um modelo de vida. Mas os empreendedores deveriam dominar o ABA – Always  Be Adapting (sempre se adaptando).

Quando você escreve um plano de negócios, você tem uma ideia sobre como a sua empresa será estruturada, o que vai vender e como vai dimensionar o seu negócio e ganhar dinheiro.

Mas, uma vez que você está pronto para o jogo, você tem que lembrar que o mercado se move rápido, e se você precisa dar conta da evolução das necessidades, precisa prever os desvios no caminho.

O empreendedorismo não é para os fracos de coração e, os empreendedores por trás de pequenas empresas têm que ser ágeis, aceitar a mudança e não ter medo de mudar as coisas.

Nós falamos com 8 empreendedores sobre como eles incorporam o feedback dos clientes e adaptam seus negócios. Aqui está o que podemos aprender com eles.

#1. Reúna um grupo de conselheiros

Já diz o ditado que 2 cabeças pensam melhor do que 1, e uma equipe de confiança é ainda melhor.

Quando você tem uma ideia, você vai querer dizer para as pessoas para que elas deem suas opiniões. Ninguém quer investir tempo, dinheiro e recursos em algo que pode ser uma má ideia.

Use a sua comunidade local para encontrar clientes existentes ou potenciais para se envolver com um grupo com um foco contínuo de um comitê consultivo, afirma Amanda Steinberg, CEO e fundadora da DailyWorth.

Quando você é um empreendedor é obrigado a pensar que tudo que faz é grande. Para ter sucesso você precisa saber a verdade. Mantenha seus amigos perto e as pessoas que vão testar suas ideias mais perto ainda.

Conselho de Amanda Steinberg: "reúna um grupo de clientes conselheiros".

Conselho de Amanda Steinberg: “reúna um grupo de clientes conselheiros”.

#2. Faça alterações quando não há dados suficientes para apoiá-lo

Se uma pessoa não gosta do seu produto, então talvez outras pessoas também não gostem. Se um grande número de pessoas estão falando sobre o seu produto, e você está ouvindo o mesmo feedback de vários clientes, então é hora da mudança.

Se você tem um feedback suficiente ou tendências dizendo a você que os clientes estão usando o produto de outra maneira sem ser a que você criou, ou se eles estão pedindo mais recursos, então você tem que pensar em fazer as mudanças que necessitam. É o que diz Emir Turan, fundador e CEO da Giggem.

Mas, certifique-se que você tem bastante feedback para basear a sua mudança, porque você não tem que mudar por conta do feedback de uma única pessoa. Você tem que ter dados suficientes para decidir a mudança.

#3. Abrace o micro-pivô

O pivô não é o fracasso, é a prevenção do fracasso. Algumas das empresas mais bem sucedidas, como por exemplo o Twitter – pivotaram para a glória.

O pivô tem um estigma em startups, mas os melhores fundadores são os únicos que podem executar uma série de micro-pivôs e podem se mover rapidamente, se adaptar ao mercado e executar, defende Joe Lallouz, co-fundador do Grand St.

Todas as grandes empresas têm sido construídas em uma série de pequenos pivôs. Os melhores empreendedores escutam seus usuários e entendem seu comportamento de uma forma que nem sempre é óbvia para a maioria no início, mas torna-se evidente ao longo do tempo, quando executados.

#4. Procure insights

Pergunte a alguém o que ele mudaria em seu negócio. Isso pode ser uma boa ideia. Mas você vai ter uma resposta muito diferente se você observar como eles interagem com o seu site.

Somos grandes credores dos testes com usuários e feedbacks e estamos sempre nos perguntando: como podemos melhorar a experiência do usuário? Afirma a fundador e CEO do Loverly, Kellee Khalil, que concentra sua atenção na experiência do usuário.

Ela sugere o uso do Google Analytics para otimizar as vendas, cliques ou outras metas que você quer atingir com o seu site.

Conselho de Kellee Khalil: "esteja sempre procurando novos insights".

Conselho de Kellee Khalil: “esteja sempre procurando novos insights”.

#5. Lembre-se do seu cliente-alvo

Só um empreendedor pode lhe dizer que a paixão é a qualidade mais importante para o jogo de uma startup. Você começa uma empresa porque enxergou uma necessidade.

Você queria algo diferente no mercado.

Tudo no WunWun foi construído com base em algo que os usuários queriam. As decisões que fizemos depois do lançamento são baseadas no que ajuda a tornar a experiência das pessoas melhor e aquilo que nós mesmos gostaríamos, diz Lee Hnetinka, co-fundador e CEO da WunWun.

#6. Reconsidere a maneira como você está no mercado

Lance rápido, pivoteie mais rápido ainda. Se você não estiver vendo a tração com o produto principal, o seu principal produto está errado. Afirma o fundador e CEO da Classtivity, Payal Kadakia.

O Classvity foi lançado no TechStars, oferecendo umaplataforma OpenTable de estilo para que os usuários pudessem procurar aulas e registrá-las online.

Depois de alguns meses, a equipe percebeu que a procura das aulas não eram como reservas em restaurantes. Por isso, eles mudaram a abordagem de vendas do produto, por pacotes e, já contabilizaram 20 mil reservas.

#7. Esforce-se para simplificar

Não subestime nunca a simplicidade.

Há diferentes abordagens sobre isso, mas todo movimento Lean Startup diz que temos que construir o mínimo possível e somente adicionar a complexidade e os recursos quando os usuários disserem que é isso que eles querem, defende Brett Lewis, co-fundador do Skillbridge.

#8. Adapte-se a novas tendências

Peter Vogel, co-fundador e CEO da Plink, um programa de recompensas online que oferece créditos do Facebook como moeda de recompensa primária, uma tática que funcionou com jogos como FarmVille defende esse pensamento.

No início, os créditos para Facebook foram desejados por todos os nossos membros. Com o tempo, o fascínio por esses jogos desapareceu e os membros começaram a nos dizer que queriam outras recompensas, de modo que adicionamos vales-presente de empresas como Amazon, iTunes, Home Depot e outros ao nosso programa, afirma Peter.

___

Este artigo foi adaptado do original, “8 Ways Customer Feedback Will Improve Your Business”, do Mashable.

Comente este artigo

Populares

CONTEÚDO EXCLUSIVO. TÁTICAS UTÉIS. EMPREENDEDORISMO COMO NENHUM OUTRO.

Para fechar esta janela, clique na área escura.

CLOSE
Topo