Jornal do Empreendedor

Algumas pessoas são naturalmente carismáticas. Outras, porém, precisam treinar o hábito diariamente. O Jornal do Empreendedor ensina como.

Algumas pessoas são naturalmente carismáticas. Outras precisam treinar o hábito diariamente

Algumas pessoas têm o dom de fazer com que nos sintamos importantes, especiais, instantaneamente. São aquelas pessoas que, quando entram em uma sala, fazem tudo parecer mais brilhante. Não dá para negar: algumas pessoas são naturalmente carismáticas.

Algumas pessoas são naturalmente carismáticas. Outras precisam treinar o hábito diariamente

As pessoas realmente carismáticas são notáveis: elas constroem e mantém grandes relacionamentos, influenciam de maneira positiva os que estão à sua volta, fazem as pessoas se sentirem melhores consigo mesmas. São o tipo de gente que queremos ter à nossa volta. Tipos de pessoas que queremos ser. O bom é que podemos. O carisma não tem relação com o seu nível de sucesso, suas habilidades ou o modo como se veste, mas com o que somos e fazemos.  Confira abaixo alguns hábitos facilmente encontrados nas pessoas carismáticas e que servem como lição para todos nós.

1. Eles escutam mais do que falam

Faça perguntas. Mantenha o contato visual. Sorria. Franza o cenho. Acene com a cabeça. Ao responder a algo, faça-o com a linguagem não-verbal mais do que com a verbal. Isso fará com que o outro se sinta importante. Quando você estiver falando, não ofereça conselhos a menos que tenham pedido. Simplesmente ouvir mostra que você se importa muito mais do que quando os conselhos vazios são oferecidos, pois estes conselhos geralmente farão com que a conversa seja sobre você, e não sobre o outro.

Não acredita? Na frase “Olha, o que eu faria é…”, de quem se está falando: de você, ou do outro?

Só fale se tiver algo importante a dizer. “Importante” para todos, e não apenas para você.

2. Eles não são seletivos

Algumas pessoas – e com certeza você conhece gente assim – são incapazes de ouvir qualquer coisa sobre aqueles que acreditam inferiores ou diferentes. Você pode até falar com estas pessoas, mas será o mesmo que falar com as paredes, pois elas simplesmente não se importam.

Pessoas carismáticas escutam a todos, independentemente de sermos iguais ou diferentes pelo status social, nível de inteligência ou divergências de ideias. Os carismáticos conseguem fazer com que sintamos como se realmente houvesse algo em comum com eles. Isso acontece porque realmente há: somos todos “pessoas”.

3. Eles não desviam a atenção

Não fique mexendo em seu celular. Despregue os olhos do monitor. Mude o foco de sua atenção por um momento. Você não pode manter uma conexão com o outro se estiver ocupado demais com suas coisas. Dê o presente de sua atenção completa ao interlocutor, e isso mostrará que realmente se importa com o que ele diz.

4. Eles dão antes de receber. E, geralmente, nunca recebem nada.

Nunca pense no que pode ganhar em troca. Mantenha o foco naquilo que você é capaz de dar, e uma conexão verdadeira será criada.

5. Eles não agem com arrogância, nem dão demasiada importância a si mesmos…

O único tipo de pessoa que se impressiona um arrogante materialista e pretensioso é a do tipo pretensiosa, materialista e arrogante. O resto de nós não se impressiona. Ficamos é irritados, desconfortáveis. E odiamos quando este tipo de pessoa aparece.

6. …Pois eles sabem que todos são importantes.

Você conhece seus próprios pensamentos. Você sabe suas opiniões. Suas perspectivas e seus pontos de vista. Isso não importa, pois já é seu. Você não tem nada a aprender com isso.

Mas você não sabe o que os outros pensam, e todos, não importa quem, sabem alguma coisa que você não sabe. Isso faz deles tão importantes quanto você, pois você pode aprender muito com cada um.

7. Eles colocam as luzes sobre as outras pessoas

Ninguém recebe elogios o suficiente. Ninguém. Diga às pessoas o que elas fizeram de bom. Espere, você não sabe o que as pessoas fizeram de bom? Que vergonha. É seu trabalho descobrir.

As pessoas apreciarão o fato de que você se importa e presta atenção naquilo que elas fazem.

8. Eles escolhem suas palavras

As palavras que você usa têm impacto sobre as outras pessoas. Por exemplo: você não tem que ir a um encontro. Você quer se divertir com alguém. Você não tem que comprar um presente para o amigo secreto do trabalho. Você quer participar de uma divertida interação social. Você não tem que ir à academia. Você quer cuidar de sua saúde e de seu corpo. Você não tem que entrevistar candidatos para um emprego. Você vai selecionar um grande profissional para fazer parte de seu time.

Todos queremos ser associados à felicidade, ao entusiasmo. As palavras que você escolhe podem ajudar o outro a se sentir melhor consigo mesmo e, consequentemente, com você.

9. Eles não discutem o fracasso dos outros…

Uma coisa é certa: todos gostamos de uma fofoquinha. Todos temos este lado, ainda que o evitemos. O problema é que não necessariamente gostamos de quem as conta e, definitivamente, não respeitamos esta pessoa. Não ria dos outros. Se o fizer, dará espaço para que riam de você.

10. …Mas sempre admitem os próprios fracassos.

Seja genuíno. Admita seus erros. Ria de si mesmo. Assim, ninguém rirá de você, mas com você. E gostarão mais de você por isso.

Adaptado de texto de Jeff Haden, publicado originalmente na Inc.com.

Gostou? Assine o Jornal do Empreendedor e receba novidades direto no seu email:

Todos os dias, você recebe no seu email um apanhado geral das notícias do Jornal do Empreendedor. Fique sempre atualizado com o que há de mais recente no mundo do Empreendedorismo no Mundo. Assine grátis agora.




Comentários

Mais curtidos